Buscar

DESTAQUES IMPORTANTES DO ASA ANNUAL MEETING 2017


Durante os dias 21 à 25 de outubro de 2017, na cidade de Boston, EUA, foi realizado o Congresso Americano de Anestesiologia, organizado pela American Society of Anesthesiologists. Fundada em 1905, (ASA) é uma sociedade educacional, científica com mais de 52.000 membros, com a finalidade de elevar e manter os padrões da prática médica da anestesiologia. A ASA se empenha para que os médicos anestesiologistas mantenham os cuidados dos pacientes antes, durante e após as cirurgias com a mais alta qualidade e segurança que cada paciente merece.

Como se trata de um evento de grandes proporções, por volta de 14.000 participantes, a quantidade de assuntos tratados é muito grande, mas podemos destacar alguns muito importantes:


Emery N. Brown, MD, PhD afirmou que, dentre as especialidades que podem tirar proveito do eletroencefalograma para fazer medidas sobre o estado cerebral, a anestesiologia o utiliza pouco e deveria ser o contrário. Muitos dos mistérios sobre o cérebro permanecem por resolver e o anestesiologista tem um papel importante no aumento deste entendimento. Dr Brown cita o professor de anestesia Warren M. Zapol da Harvard Medical School, que diz que devemos aproveitar o EEG para obter a maior quantidade possível de informações dos cérebros dos pacientes anestesiados.


Um tema atual muito discutido, inclusive na mídia, é a epidemia de prescrição de opióides. Durante o evento, o dr. Asokumar Buvanendran, de Chicago, discorreu sobre os médicos que cuidam de pacientes com dor crônica não cancerosa devendo equilibrar muito bem a terapia. Enquanto os opióides podem ser eficazes para pacientes bem selecionados, para outros o potencial de dependência e abuso se tornam epidêmicos.

Já a sessão “Nadando com Tubarões” mostrou a um público lotado dispositivos médicos e produtos farmacêuticos de cinco inventores na área de anestesiologia, que gostaria de destacar neste texto:


1 Edward J Bertaccini, MD., da Universidade de Stanford, destacou uma nova droga semelhante ao Propofol, mas com melhor perfil de segurança.


2 Sheldon Goldstein, MD., do Centro Médico Montefiore, Bronx, New York, apresentou o sistema de teste de coagulação múltipla (MCTS), que é um dispositivo que utiliza testes para indicar qual a terapia restauraria o sangue ao normal, com o objetivo de diminuir as transfusões de sangue.


3 Willian Kerns, da Termus Pharma em Duxbury, falou sobre o desenvolvimento de um pró fármaco que após a injeção se converte em propofol e não causa dor à injeção.


4 David Kaczka, Dr. D, PhD do Hospital da Universidade de Iowa, apresentou seu produto de ventilação multifrequência para diferentes regiões do pulmão.


5 Neil P. Ray, MD., da Universidade da Califórnia, apresentou a Oximetria Raydiant, que aumenta a precisão em detectar o sofrimento fetal, pois utiliza oximetria fetal transabdominal não invasiva para avaliar a saturação de oxigênio do bebê.


Assim como esses, centenas de temas foram abordados e foram disponibilizados para os participantes reverem os que mais interessam. Com certeza, um evento que vale a pena ver de perto para acompanhar as novidades da anestesiologia.

© 2020 Overall Agency